NOTÍCIAS


Cigarro eletrônico: Saiba quais famosos sofrem com os efeitos do vício e como combatê-lo

No último dia 25 de junho, Lucas Viana precisou ser hospitalizado depois de ter sdido socorrido às pressas em uma fesra após fazer uso do cigarro eletrônico. Em maio deste ano, Doja Cat cancelou sua turnê após precisar fazer uma cirurgia de emergência nas amígdalas devido ao consumo excessivo de cigarros eletrônicos. Segundo a artista, o produto, junto ao álcool, levou à piora de uma ferida que ela estava na garganta.

Lucas e Doja não são os únicos famosos a desenvolverem problemas de saúde pelo uso dos aparelhos. Apesar da defensores afirmem que eles apresentam riscos menores que o cigarro tradicional, especialistas de saúde condenam o modelo e contestam a alegação.

A Anvisa tem avaliado a possível regularização dos aparelhos no Brasil. Mesmo com a comercialização proibida desde 2009, os cigarros eletrônicos circulam sem fiscalização e chegam a ser utilizados por cerca de 3% da população adulta brasileira, segundo pesquisa Datafolha.

Vale destacar que no último dia 23 de junho a FDA (Food and Drug Administration), agência regulatória de saúde dos Estados Unidos, proibiu a Juul Labs de comercializar cigarros eletrônicos no país. Segundo a decisão, a empresa – que é a principal fornecedora do item nos EUA – não forneceu dados suficientes sobre produtos químicos potencialmente nocivos contidos no produto.

“Esta medida é um avanço adicional no compromisso da FDA para garantir que todos os produtos de cigarros eletrônicos e sistemas eletrônicos de fornecimento de nicotina que são comercializados produtos cumpram com nossos padrões de saúde pública”, disse o comissário da entidade, Robert Califf, em um comunicado.

Por aqui, o ex-A Fazenda prometeu deixar de fazer uso do dispositivo e também contou que vai precisar ser submetido a outros exames para identificar se há mais complicações. Já a cantora gringa afirmou que vai deixar os cigarros eletrônicos depois que a substância “venenosa” penetrou na “ferida completamente aberta” em sua garganta.

Confira quais famosos também enfrentam problemas de saúde e lutam para se livrar do vício no cigarro eletrônico.

Zé Neto

O cantor que faz dupla com Cristiano descobriu no ano passado uma doença no pulmão por conta do uso do dispositivo. Em dezembro ele apresentava foco de vidro do pulmão, motivo pelo qual sentia um pouco de falta de ar para cantar.

Realmente passei por um problema sério no pulmão devido a cigarro, esses Vapes [cigarros eletrônicos]. Inclusive, dou um alerta para quem mexe com essa porcaria… Para com isso porque é um cigarro como qualquer outro e faz mal do mesmo jeito ou até mais”, desabafou o cantor.

Solange Almeida

A cantora por pouco não abandonou a carreira por conta do cigarro eletrônico. O consumo excessivo da nicotina presente no dispositivo afetou as cordas vocais da artista, que se tornou dependente durante a pandemia.

“Eu perdi toda a vontade do mundo de cantar. Comecei a ficar com a mucosa ressecada, dificuldade para cantar e para respirar”, disse a ex-vocalista do Aviões do Forró.

Fonte: R7




02/07/2022 – Confresa FM

SEGUE A @CONFRESAFM

(66) 8427-4473


(66) 3564 – 1514
confresafm@hotmail.com
Confresa – MT

NO AR:
JORNAL PONTO A PONTO