NOTÍCIAS


Gusttavo Lima é denunciado pelo Ministério Público

Cantor foi alvo do Conar, que recomendou suspensão de peças publicitárias

O cantor Gusttavo Lima foi alvo do Conar (Conselho de Autorregulamentação Publicitária) que recomendou a suspensão de duas peças publicitárias da bebida “Vermelhão”, lançada pelo sertanejo em abril deste ano. As denúncias foram enviadas pelo Ministério Público Federal da Bahia e pela Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe ). Ambas julgadas na semana passada.

Gusttavo Lima foi denunciado por peças publicitárias
Reprodução/InstagramGusttavo Lima foi denunciado por peças publicitárias

O cantor Gusttavo Lima foi alvo do Conar (Conselho de Autorregulamentação Publicitária) que recomendou a suspensão de duas peças publicitárias da bebida “Vermelhão”, lançada pelo sertanejo em abril deste ano. As denúncias foram enviadas pelo Ministério Público Federal da Bahia e pela Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe ). Ambas julgadas na semana passada.

Segundo o órgão, esses dois processos estão amparados no anexo A do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária que trata da propagandas de bebidas alcoólicas de alto teor, os quais as recomendações foram contrariadas na campanha

Gusttavo Lima foi denunciado por peças publicitárias
Reprodução/InstagramGusttavo Lima foi denunciado por peças publicitárias

O cantor Gusttavo Lima foi alvo do Conar (Conselho de Autorregulamentação Publicitária) que recomendou a suspensão de duas peças publicitárias da bebida “Vermelhão”, lançada pelo sertanejo em abril deste ano. As denúncias foram enviadas pelo Ministério Público Federal da Bahia e pela Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe ). Ambas julgadas na semana passada.

Leia também

Segundo o órgão, esses dois processos estão amparados no anexo A do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária que trata da propagandas de bebidas alcoólicas de alto teor, os quais as recomendações foram contrariadas na campanha

Continua após a publicidade

“Chama o vermelhão, bebê”, protagonizadas pelo Gusttavo Lima. Uma delas, segundo o Conar, é de que não tinha o aviso de idade mínima para ingestão de bebidas nas redes sociais, além de supostamente estimularem o consumo excessivo de álcool, como por exemplo, a aparição do cantor fazendo o uso da bebida. Outra queixa levantada na denúncia foi a ausência de frases com a recomendação para o consumo prudente.

IG




23/07/2022 – Confresa FM

SEGUE A @CONFRESAFM

(66) 8427-4473


(66) 3564 – 1514
confresafm@hotmail.com
Confresa – MT

NO AR:
CANTA GALO